PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Elza Soares, ícone da música brasileira, morre aos 91 anos
21/01/2022 17:13 em Música

A cantora Elza Soares morreu nesta quinta-feira, 20, aos 91 anos, em sua casa no Rio de Janeiro. De acordo com informações de sua assessoria, por meio de nota no Instagram, a intérprete teve morte por causas naturais.

Elza fez sucesso interpretando clássicos como “Se Acaso Você Chegasse”, cuja gravação lançou em 1960. Seu disco mais recente, Planeta Fome, é de 2019.

Em 2020, Elza foi homenageada com o enredo da escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel. Ela chegou a ser intérprete de sambas da agremiação.Elza morreu no dia em que se completam 39 anos da morte de Garrincha, jogador de futebol com quem foi casada de 1966 até 1982. Eles tiveram um filho, Garrinchinha, que morreu em 1986, em um acidente de carro.

Em um dos últimos vídeos postados nas redes sociais, Elza Soares enviou uma mensagem de paz aos brasileiros.

“Que possa ter comida na mesa de todas as famílias e principalmente para quem está na rua sem ter o que comer. Que saibamos dividir o que pudermos com nossos irmãos”.“É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais. Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação. A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo.

Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim”.

A nota é assinada por Pedro Loureiro, Vanessa Soares, familiares e Equipe Elza.Artistas, políticos e fãs manifestaram tristeza pela partida daquela que está na história como uma das maiores cantoras do Brasil.

A Mocidade Independente de Padre Miguel, escola de samba de coração da cantora, anunciou luto de três dias. “Em nome do presidente Flávio Santos e do vice-presidente Luiz Claudio Ribeiro, a Mocidade Independente de Padre Miguel, profundamente consternada, anuncia luto de 3 dias em virtude do falecimento da nossa grande eterna deusa, Elza Soares. O ensaio do próximo sábado está cancelado”, anunciou em nota oficial. A Mocidade chegou a homenagear Elza em seu samba enredo no carnaval de 2020.

A cantora Maria Rita chamou a morte de Elza de “perda facilmente estimável”. “Uma perda facilmente estimável: descansa uma das maiores do nosso país, representante da resistência e resiliência de seu povo. Dona Elza, missão cumprida! E agora começa a nossa missão: celebrá-la sempre! Que seja recebida em festa, essa incrível mulher de Luz…!”.A sambista Leci Brandão afirmou que Elza é uma referência como artista e mulher. “Quanta tristeza! A nossa DIVA Elza Soares fez sua passagem hoje. A Voz do Milênio, Elza é uma referência de mulher, artista e ser humano. Elza é eterna! Eu agradeço por sua passagem iluminada nesse mundo. Que Olorum a receba em festa…”.

Já Caetano Veloso chamou Elza de “uma concentração extraordinária de energia e talento no organismo da cultura brasileira”. Gal Costa postou o trecho de um show onde ela e Elza dividiram o palco e cantaram abraçadas. O rapper Mano Brown disse: “A voz do milênio, vá em paz Elza Soares”.

Também rapper, Emicida agradeceu a Elza por sua contribuição neste mundo e postou uma foto sua com a cantora. “Obrigado por ser imensa. E através da sua imensidão ensinar que é sempre tempo de brilhar! Obrigado pelo respeito, carinho e risadas. Cada encontro foi único. Que a terra lhe seja leve Elza Soares. Que o universo receba com luz e festa a voz do milênio!”, disse.O músico Lobão, que conheceu Elza ainda na década de 1980 e sempre mostrou carinho, admiração e amizade pela cantora em seus livros e entrevistas, também se manifestou nas redes sociais. “Acabo de receber uma notícia simplesmente devastadora: minha madrinha, minha amiga, uma das maiores cantoras do mundo, Elza Soares nos deixou hoje”.

A atriz Taís Araújo, que interpretou Elza no cinema, também se manifestou. “Dura na queda, nos ensinou a levantar a cabeça a cada tombo e depois seguir”, disse.

O Flamengo, clube de coração de Elza, também lamentou a morte da cantora nas redes sociais. O clube, em suas condolências, lembrou a coincidência nas datas da morte de Elza e Garrincha. “O Clube de Regatas do Flamengo lamenta profundamente a morte da magnífica cantora Elza Soares. Rubro-negra de coração, ela nos deixa no mesmo dia em que o craque Garrincha, seu grande amor, se foi há 39 anos”.O prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, decretou luto oficial de três dias na capital fluminense. Em sua rede social prestou homenagem à cantora “Mulher! Guerreira! Elza vive!”.

O governador de São Paulo, João Dória, também prestou sua solidariedade a todos que sofrem com a notícia. “Com a morte de Elza Soares, o Brasil perde uma mulher admirável. Elza era a voz do talento e do ritmo da música brasileira. Minha solidariedade aos familiares, amigos e fãs”.

Guilherme Boulos, político do PSOL e candidato à Presidência da República em 2018 e ao governo de São Paulo em 2020, chamou Elza de “síntese de um país construído por mulheres negras e fortes”. “Fez tudo e mais um pouco pela nossa música e nossa cultura. Vá em paz, gigante!”.O deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ) disse que “Perdemos hoje uma das maiores cantoras de todos os tempos, a voz de um Brasil que é liberdade, potência e beleza. Descanse em paz, Elza Soares. Obrigado por tudo”.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também rendeu suas homenagens. “Elza Soares leva consigo uma parte da nossa história. Uma parte imensa da cultura e da construção do nosso povo. Foi através dela que brasileiros e brasileiras cantaram, dançaram, resistiram! É triste, dói. Mas no final das contas, ela ficará aqui, em nós. Elza Soares vive!”, afirmou.fonte https://oespecialista.com.br/

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE