PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Corpo de Paulinha Abelha é enterrado em Simão Dias, cidade natal da artista
25/02/2022 22:12 em Música

A cantora Paulinha Abelha, vocalista da banda Calcinha Preta, que morreu na quarta-feira (23), aos 43 anos, em Aracaju, após problemas renais, foi enterrada no fim da tarde desta sexta-feira (25) em sua cidade natal, Simão Dias (SE). A artista teve dois velórios abertos ao público: o primeiro aconteceu na quinta-feira (24), no Ginásio Constâncio Vieira, na capital sergipana, e o segundo aconteceu nesta sexta (25) no Ginásio de Esportes José Maria, em Simão Dias.Por volta das 15h, um cortejo fúnebre saiu em direção ao Cemitério São João Batista. Antes, ela ganhou uma homenagem em frente à igreja matriz da cidade. O enterro aconteceu no fim da tarde e foi restrito aos amigos mais próximos e familiares. Uma pessoa próxima à família contou a Quem que os cantores Bell Olliver e Silvânia Aquino, colegas de Paulinha do Calcinha Preta, e Raied Neto, ex-vocalista da banda, fizeram uma homenagem à cantora na hora do sepultamento.Um fã de Simão Dias também homenageou Paulinha pintando a fachada de casa com a imagem da artista e os dizeres: "Chegou a hora! A hora não é minha, não é sua! A hora é dele, confie nele, descanse nele! (Paulinha Abelha)". Paulinha foi hospitalizada no dia 11 de fevereiro com problemas renais. Ela morreu às 19h26 de quarta-feira (23) em decorrência de um quadro de comprometimento multissistêmico, segundo nota divulgada pela assessoria de comunicação do Hospital Primavera, onde a cantora estava internada desde o dia 17 de fevereiro."O Hospital Primavera comunica, com pesar, que a cantora Paula de Menezes Nascimento Leça Viana, Paulinha Abelha, faleceu hoje às 19h26 em decorrência de um quadro de comprometimento multissistêmico. Nas últimas 24 horas, apresentou importante agravamento de lesões neurológicas, constatadas em ressonância magnética, e associada a coma profundo. Foi então iniciado protocolo diagnóstico de morte encefálica, que confirmou hipótese após exames clínicos e complementar específicos. Ela estava internada no Hospital Primavera desde o dia 17 de fevereiro, sob os cuidados das equipes médicas de terapia intensiva, neurologia e infectologia", comunicou o hospital.

 

 

 

Fã pintou a fechada da casa em homenagem à Paulinha Abelha  (Foto: Arquivo pessoal)

Fã pintou a fechada da casa em homenagem à Paulinha Abelha (Foto: Arquivo pessoal)

 
Paulinha Abelha morreu aos 43 anos nesta quarta-feira (23) (Foto: Reprodução/Instagram)

Paulinha Abelha morreu aos 43 anos nesta quarta-feira (23) (Foto: Reprodução/Instagram)TRAJETÓRIAPaula de Menezes Nascimento Leça Viana nasceu em Alagoinhas (BA), mas logo se mudou para Simão Dias (SE), motivo pelo qual se considerava natural das duas cidades. "Amo as duas!", dizia. Em Sergipe, começou a cantar ainda na infância. Participava do coral da igreja, onde seu talento logo chamou a atenção ao se destacar como primeira colocada de um concurso para jovens cantoras em que competiu com outras 10 meninas.Em entrevistas, Paulinha relembrou o episódio de sua juventude que teria sido o ponto de partida de sua carreira artística. A cantora contou que dois amigos da escola que tocavam em festas, Adilson e George, a convidaram para subir ao palco. Embora nessa época já tivesse feito algumas apresentações ao lado do seresteiro Adelmo Recordações, ainda sentia muito receio de subir aos palcos e ser vaiada, porém, foi essa experiência ao lado dos colegas de classe que a fez perceber que poderia seguir esse caminho profissionalmente. A partir daí muitas portas se abriram.Paulinha assumiu o nome artístico "Abelha" em homenagem ao seu pai, que já era conhecido por esse apelido. Ela fez parte dos grupos como Flor de Mel e Panela de Barro. Seu primeiro show, inclusive, aconteceu na cidade de Itabaiana (SE), como vocalista da banda Panela de Barro, mas o destaque nacional passou a acontecer quando ela entrou para a banda Calcinha Preta, em 1998, tendo sido descoberta pelo então empresário Gilton Andrade e onde se tornou umas das principais vozes ao lado de Silvânia Aquino, Bell Oliver e Daniel Diau.

 

 

Seu primeiro show na Calcinha Preta foi em Jacobina (BA). Atualmente na formação descrita acima, a banda tem como empresário Diassis Marques, que assumiu o desafio de revigorar o grupo, inseri-lo no novo contexto digital, aproximá-los de uma audiência mais jovem, fidelizar a audiência já existente e trazê-los de volta às paradas de sucesso. A Calcinha Preta gravou um DVD de 25 anos em fevereiro de 2020 e retornava à rotina de shows depois de meses sem apresentações por conta da pandemia da Covid-19.

 

Com o Calcinha Preta, Paulinha participou de gravações de sucesso, como Louca por tiAinda te amoBaby doll Liga pra mim, em mais de 20 álbuns gravados com o grupo e ainda foi homenageada na música que leva seu nome, Paulinha: "Eu era recém-casada. O fã mandou uma carta e o empresário teve essa ideia de fazer uma versão. Na verdade é paródia, mas a gente chama de versão", contou Paulinha em entrevista recente a um podcast.

Essa canção é uma versão brasileira da canção Without You, da cantora estadunidense Mariah Carey. Com a batida do forró eletrônico, se tornou uma das mais queridas pelos fãs da cantora. A música é uma declaração de amor e, ao mesmo tempo, um lamento pelo então recém-casamento de Paulinha. "Se te vejo, rezo, choro / E ao segurança imploro / É linda e é mais linda lá no show / Agora soube que você já se casou / Por que casou?", diz a letra da música. Paulinha tinha mais de 2 milhões de seguidores em seu perfil no Instagram e estava casada desde 2017 o modelo e dançarino Clevinho Santos.

Paulinha Abelha morreu aos 43 anos nesta quarta-feira (23) (Foto: Reprodução/Instagram)

Paulinha Abelha morreu aos 43 anos nesta quarta-feira (23) (Foto: Reprodução/Instagram)TRAJETÓRIA

Paula de Menezes Nascimento Leça Viana nasceu em Alagoinhas (BA), mas logo se mudou para Simão Dias (SE), motivo pelo qual se considerava natural das duas cidades. "Amo as duas!", dizia. Em Sergipe, começou a cantar ainda na infância. Participava do coral da igreja, onde seu talento logo chamou a atenção ao se destacar como primeira colocada de um concurso para jovens cantoras em que competiu com outras 10 meninas.

Em entrevistas, Paulinha relembrou o episódio de sua juventude que teria sido o ponto de partida de sua carreira artística. A cantora contou que dois amigos da escola que tocavam em festas, Adilson George, a convidaram para subir ao palco. Embora nessa época já tivesse feito algumas apresentações ao lado do seresteiro Adelmo Recordações, ainda sentia muito receio de subir aos palcos e ser vaiada, porém, foi essa experiência ao lado dos colegas de classe que a fez perceber que poderia seguir esse caminho profissionalmente. A partir daí muitas portas se abriram.fonte https://revistaquem.globo.com/

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE