PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
CHUVA VOLTA AO SUL DO BRASIL COM ALTOS VOLUMES EM ALGUMAS ÁREAS
11/09/2022 18:14 em tempo

A MetSul Meteorologia alerta para uma semana de muita instabilidade em parte do Sul do Brasil com chuva frequente e que será volumosa em parte da região. Embora a tendência de chuva com elevados volumes em algumas áreas, não se espera um quadro de precipitação com altos acumulados de forma generalizada com as projeções indicando os volumes mais expressivos em Santa Catarina e no Paraná

A imagem do canal visível do satélite meteorológico GOES-16 deste domingo já mostrava um aumento da nebulosidade em diversas áreas do Sul do país, não se repetindo no Rio Grande do Sul o céu claro do sábado. Sinal da mudança iminente do tempo que se dará ainda hoje em parte da região com chuva. Áreas de instabilidade aumentam entre a tarde e a noite deste domingo sobre Santa Catarina e parte do Paraná, devendo-se se deslocar para a Metade Norte gaúcha, onde até o final do dia chove em diferentes pontos

A instabilidade maior ocorrerá sobre o estado catarinense no fim deste domingo e não se pode descartar mesmo o risco de granizo isolado. A chuva atinge mais áreas de Santa Catarina e do Paraná nesta segunda, devendo ser moderada a forte em diversos municípios, mas no Rio Grande do Sul a maior parte do estado segue com o tempo firme. A instabilidade deve atingir mais áreas do Norte e do Nordeste gaúcho. Na terça, o tempo segue mais instável sobre os estados catarinense e paranaense enquanto no território gaúcho haverá um notável aumento da nebulosidade com muitas nuvens baixas que vão trazer garoa ou chuva leve em diferentes pontos, apesar de sol aparecer com nuvens em grande número de localidades.

Tanto na quarta como na quinta a chuva tende a ser mais volumosa no Paraná, mas o tempo vai seguir instável em Santa Catarina em diversas regiões, apresentando alternância de sol, nuvens e chuva. É o que se espera também em vários municípios do Rio Grande do Sul, especialmente da Metade Leste, ao passo que na Metade Oeste gaúcha o tempo firme vai predominar.

O quadro de instabilidade não vai se limitar ao Sul do Brasil se espera que muitas áreas da Região Sudeste não tenham uma semana tão seca como as últimas com maior presença de nuvens e chuva irregular em vários dias no estado de São Paulo e períodos frequentes de instabilidade na segunda metade da semana no Rio de Janeiro que devem se estender a pontos de Minas Gerais e do Espírito Santo. O QUE ESPERAR EM VOLUMES DE CHUVA A semana com chuva frequente no Sul do Brasil trará os maiores acumulados de precipitação em Santa Catarina e no Paraná, onde em diversas localidades os volumes vão passar de 50 mm com marcas em alguns municípios nesta semana perto ou acima de 100 mm. Já a primeira metade da semana tem chuva volumosa em algumas áreas, como se vê na projeção de chuva acumulada em 72 horas até 21h de terça do modelo WRF.

As projeções a seguir mostram a tendência de chuva acumulada em sete dias dos modelos Icon, do serviço meteorológico alemão, e do modelo ECMWF, do Centro Meteorológico Europeu. Os dois modelos trazem cenário semelhante de chuva mais volumosa em Santa Catarina e Paraná enquanto no Rio Grande do Sul os acumulados devem ser baixos na maioria dos pontos e ainda com chuva muito mal distribuída e irregular.

Em diferentes pontos da Metade Oeste gaúcha é possível que sequer chova nesta semana, uma vez que a instabilidade deve atuar mais no Norte e na Metade Leste gaúcha, onde na maior parte das localidades os volumes serão baixos. COMO CONSULTAR OS MAPAS Todos os mapas de chuva neste boletim, e outros de temperatura, risco de granizo, vento, umidade, pressão atmosférica, geada e neve, dentre outras variáveis, podem ser consultados a qualquer hora pelo nosso assinante (assine aqui) na seção de mapas. As projeções dos modelos atualizam duas a quatro vezes por dia, de acordo com cada simulação. Na seção de mapas, é possível consultar ainda o modelo WRF de altíssima resolução da MetSul.
FONTE MetSul.Com MetSul.com é a plataforma de notícias, previsões e dados da MetSul Meteorologia com uma equipe de meteorologistas e jornalistas. Você pode enviar suas sugestões de pauta e interagir em nossas redes sociais.

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE